QUEM SOU?

Vou começar a falar primeiro quem sou eu. Meu nome é Marta Silva, sou jornalista e arte-educadora. Hoje aposentada, depois de mais de 30 anos de carreira, resolvi realizar uma atividade que me levasse a ter prazer e ocupar o tempo de ócio que vêm com a idade.

Um dia desses, me peguei pensando nessa idade em que me encontro agora, vendo os meus filhos e minha netinha crescerem, e começo a viajar em minha mente para o passado para reeencontrar os comportamentos de meus pais e dos meus avós. Lembrei dos momentos com minha avó Rosa. Ela tinha fortes traços de uma portuguesa, mesmo ela não sendo, já que era brasileira do sul de Minas Gerais. Relembrei dos momentos onde ela me ensinou como uma agulha de crochê podia transformar magicamente o fio de tecido em toalhas de mesa, vestidos ou golas que pareciam uma renda cheia de desenhos de flores. Lembro que quando eu estava observando ela fazer, disse à ela que não conseguia ver desenho nenhum de perto e ela me pedia para me afastar para vê-los de longe. Eu ficava maravilhada ao ver revelados todos aqueles desenhos feitos apenas com os fios amarrados. Acredito hoje, que foram esses momentos com minha avó Rosa, que me fizeram ter o gosto que tenho pelas artes. Pois arte não é somente olhar o que é bonito, é ver através da produção, as vezes de longe, porém sempre observando dentro de si mesma.

 

Mas voltando à agulha e linha de minha avó Rosa, durante minha infância e adolescência,  aprendi a fazer as casinhas no crochê e logo depois a criar os desenhos com os pontos baixos, médios, altos e trançados. Na verdade, nunca consegui terminar sequer uma toalha de mesa ou colcha de cama, pois meu instinto de sempre aprender e querer saber sempre mais sobre as coisas fez com que esse crochê ficasse ali, no stand-by. Porém enquanto meus filhos cresciam e minha netinha nasceu, em algumas ocasiões resgatei o crochê para fazer casaquinhos e matinhas para eles, porém nada mais além disso por muito tempo.

 

Então surgiu a idéia de mais uma vez resgatar o crochê para ocupar o tempo livre, porém, desta vez, não mais fazendo roupas ou utilidades domésticas, mas sim acessórios de bijuterias e semijóias. Depois de pesquisar pela Internet (afinal estamos aqui, não é?), vi que poderia sair da linha de tecido e crochetar com fios de metal, complementando com pedras, peças de ouro e prata e banhando as peças, então passei e a criar peças de semijóias com linhas contemporâneas e também com formas retrôs.

Todas as peças são autorais, exclusivas, produzidas à mão, uma a uma, usando da tradição de minha avó Rosa junto da minha criação. Algumas peças contam com cristais, pedras semipreciosas e banhos em metais preciosos e semipreciosos, como ouro ou prata. Todas as peças tem título e numeração como em uma coleção. Todos os desenhos são elaborados por mim mesma, sempre relembrando minha história em cada ponto.  Por isso a marca se chama M.Silva Semijóias.

 

Muito obrigada por seu apoio!

 

Marta Silva

 

msilvasemijoias_logo2.png

SIGA NOSSOS PERFIS NAS REDES SOCIAIS

  • whatsapp_icon_edited
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon

Loja online de acessórios femininos artesanais feitos em crochê, com pedras semipreciosas e banhadas à ouro e prata crochê, fio de metal, cobre, prata, ouro, jóias, semijóias, biojóias, artesanal, casamento, noivas, renda, crochetado, peça, pedra, pedras brasileiras, obra de arte, artesanato, agulha, fio, desenho, desenhos, design, arte, designer, acessórios, acessório, moda, fashion, art, brides, wedding, crochet, handmade, diy, feito à mão, beads, Marta Silva, miçanga, cristais, feminino, cristais tchecos, czech beads, preciosa, pérolas biwa, pérolas água doce, jamblonex, metais, semipreciosas, vovó, mulheres, women, pequeno negócio, produção autoral, autoral, produtora, independente, namoradas, mães, natal, presente, aniversário, presentes, brasileira, brazil, brasil, anéis, pulseiras, colares, brincos.

© 2020 por Moreno Mota Dias

M. Silva Semijóias - CPF: 058.020.308-52
contato@msilvasemijoias.com.br